Quando procurar um fonoaudiólogo? Confira 5 motivos para se consultar

Trabalhando a criança com exercícios

O dia 9 de dezembro é marcado pelo Dia do Fonoaudiólogo, data que busca homenagear esse profissional da área da saúde que trabalha com a comunicação humana. Mas o que faz um fonoaudiólogo? Quando procurar um fonoaudiólogo? Apesar de ser uma área estudada há mais de um século, muitas pessoas ainda não sabem muito bem o que esse profissional faz e quando é necessário consultá-lo. Por isso, preparamos este artigo que irá tirar todas as suas dúvidas sobre a fonoaudiologia.

O que faz um fonoaudiólogo?

Os fonoaudiólogos trabalham para prevenir, avaliar, diagnosticar e tratar distúrbios da fala, linguagem, comunicação social, comunicação cognitiva e deglutição. Essa é a definição de acordo com a American Speech-Language-Hearing Association. Isso é, eles trabalham a comunicação, incluindo voz, escrita e audição, mas também os processos de sucção do leite materno e a deglutição de bebês até idosos.

Segundo o Conselho Regional de Fonoaudiologia (4ª Região), são 12 as especialidades de fonoaudiologia:

  • Audiologia;
  • Linguagem;
  • Motricidade orofacial;
  • Saúde coletiva;
  • Voz;
  • Disfagia;
  • Fonoaudiologia educacional;
  • Gerontologia;
  • Fonoaudiologia neurofuncional;
  • Fonoaudiologia do trabalho;
  • Neuropsicologia;
  • Fluência.

Mas o fonoaudiólogo é conhecido principalmente como o “profissional da voz”, pois ele ajuda pessoas com problemas de fala e auxilia muitos profissionais que dependem da voz para trabalhar, como locutores, atores, repórteres e cantores.

Aliás, importante destacar que, ao contrário do que muitos pensam, para ser fonoaudiólogo, o profissional precisa fazer uma graduação em Fonoaudiologia. Não é necessário cursar medicina.

Como é a consulta com fonoaudiólogo?

Quando um paciente marca uma consulta com o fonoaudiólogo, geralmente, a terapia começa com uma avaliação, que identificará o tipo de distúrbio de comunicação do paciente e a melhor maneira de tratá-lo. Mas é comum também que o paciente busque um fonoaudiólogo após orientação de outro profissional da saúde, como pediatra ou otorrinolaringologista. Logo, o tratamento pode incluir várias sessões de terapia, dependendo do problema de comunicação.

É importante que a família acompanhe o desenvolvimento da linguagem das crianças. Pois, existem muitos casos de crianças com distúrbios de comunicação que acabam demorando muito para se consultar e tratar problemas de fala. De acordo com o Ministério da Saúde, isso é preocupante, pois pode levar a problemas físicos e emocionais.

Leia também: 8 dicas práticas de como cuidar dos dentes e manter a saúde bucal em dia

Quando procurar um fonoaudiólogo?

Pessoas de todas as idades podem precisar se consultar com um fonoaudiólogo. Confira alguns dos tipos de problemas mais comuns que esse profissional trata:

1. Atrasos no desenvolvimento da fala

De acordo com a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, embora haja variações individuais, se uma criança tem 2 anos e ainda não fala (ou fala muito pouco), é importante procurar a orientação de um fonoaudiólogo.

2. Problemas na voz

Qualquer dificuldade na produção da voz pode ser considerada um problema de voz, como rouquidão, cansaço ao falar, voz fina ou grossa demais, fraca ou forte demais. De acordo com a Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, se sua voz ficou diferente nos últimos tempos, rouca ou fraca, por exemplo, e melhora quando você fica alguns dias sem falar muito e piora em situações em que usa mais a sua voz, é possível que esteja com um problema. Se isso durar mais que 15 dias, você deve consultar um fonoaudiólogo.

3. Amamentação

O aleitamento materno fortalece os músculos dos lábios, boca e língua, preparando esses órgãos para o aprendizado da fala. Por isso, a sucção é uma atividade que prepara a fala da criança e previne alguns problemas fonoaudiológicos. Mas é comum muitas mães terem dificuldade de amamentar e, em muitos casos, isso acontece devido à sucção ineficaz. Por isso, o fonoaudiólogo pode auxiliar a mãe no posicionamento do bebê e na pega do seio materno.

4. Problemas com deglutição

A deglutição é o ato de engolir alimentos e a disfagia é a dificuldade de deglutir. Portanto, a disfagia pode causar má nutrição, perda de peso e outros problemas de saúde. Principalmente ao envelhecer, podem surgir dificuldades para engolir alimentos, bebidas ou, até mesmo, a própria saliva. Nesse cenário, a fonoaudiologia ajuda o idoso a melhorar a deglutição, a mastigação e a respiração, reduzindo a frequência de engasgos.

5. Gagueira

Alguém com gagueira repete sons e palavras, e pode fazer muitas pausas ao falar. Muitas crianças passam por um período em que gaguejam, mas a maioria supera isso naturalmente ao longo do tempo. Só que outros precisam se consultar com um fonoaudiólogo para resolver o problema. Assim sendo, o tratamento precoce melhora os resultados de controle da gagueira.

Gostou destas dicas? Confira mais conteúdos para saber como cuidar da sua saúde e seu bem-estar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *